Receba nossas novidades:

| a coleção

Fruto de uma verdadeira jornada documental, este portal faz parte do projeto Viagens Ecológicas e Culturais, primeira coleção de guias turísticos com padrão internacional sobre os pólos ecoturísticos brasileiros, iniciativa editorial inédita que está reescrevendo a forma de fazer livros turísticos no Brasil.
Coordenada pelos documentaristas Fernanda Lupo e Márcio Bortolusso, especialistas em Ecoturismo e Atividades ao Ar Livre, a série é realizada pela PHOTOVERDE Produções®, produtora pioneira na documentação e divulgação dos segmentos Aventura, Natureza e Cultura Regional.
Nos primeiros livros – Ilha Grande e Ilhabela, realizados em 14 e 25 meses respectivamente – os documentaristas realizaram exaustiva pesquisa e árduo trabalho de campo. Para muitos especialistas, tais ações originaram os mais completos e confiáveis levantamentos turísticos destas localidades.
Em Ilhabela, o projeto provou que tal Arquipélago possui uma das maiores potencialidades ecoturísticas do mundo. Independente do livro, a produtora apresentou ao poder público local um inventário inédito da oferta e das potencialidades turísticas da região (com 237 produtos potenciais).
Apostando no Ecoturismo para o desenvolvimento sustentável e contra a especulação imobiliária que destrói praias desertas e comunidades tradicionais, a série dobrou o número de atrativos e apresentou pela primeira vez todas as praias e o mais completo levantamento dos naufrágios, points de mergulho, passeios, aventuras e cachoeiras destas localidades.
Além dos novos points para a prática de novas atividades (a dupla abriu vias para Escalada, cânions para Canionismo, etc), em Ilhabela o número de praias subiu de 39 para 73, naufrágios de cerca de 20 para 45, cachoeiras de cerca de 16 para 38 quedas catalogadas e passeios e aventuras mais que dobraram. Entre tantas novidades, foi apresentada pela primeira vez ao público uma das maiores cachoeiras do país, a Grande do Areado, com cerca de 200 metros e documentada após 24 km pela mata.
Destaque também para a abertura da Volta da Ilha, uma das maiores, mais lindas e duras travessias do litoral brasileiro (67 km em 5 dias). Com mais de cem anos, esta espetacular trilha era considerada proibida e mantinha trechos interditados por décadas. Após a apresentação de documentos e uma série de argumentações que provam que tal trilha não poderia estar fechada à sociedade, felizmente este magnífico caminho histórico e turístico foi oficialmente liberado para publicação e uso pela Fundação Florestal, órgão da Secretaria do Meio Ambiente do Governo do Estado de São Paulo, responsável pela administração do Parque Estadual de Ilhabela. Lentamente este importante caminho histórico está sendo reaberto exatamente sobre o seu traçado original – pesquisas identificaram a trilha imortalizada em uma mapa de 1912.
Com métodos pioneiros e modernas tecnologias, após cruzar centenas de documentos etno-arqueológicos, antropológicos e biológicos e cuidadosamente remedir áreas, distâncias, altitudes, tempos e a altura das cachoeiras, o casal reescreveu dados turísticos, geográficos e históricos, propostas que foram revisadas e aceitas por órgãos públicos e privados (prefeituras, Unidades de Conservação, etc), ONGs, historiadores, arqueólogos, biólogos, turismólogos, operadoras de Mergulho, atletas, moradores, turistas e profissionais diversos (Bombeiros, Capitania dos Portos, etc).
Apenas para a produção do mapa de Ilhabela, foram meses de trabalho de campo e estudo sobre mais de 160 mapas e cartas dos séculos XVI ao XXI.
Dentre alguns dos títulos inéditos capazes de contribuir com o turismo sustentável destas regiões, a Ilha Grande tornou-se a ilha com o maior número de praias da costa brasileira e a Ilha de São Sebastião - maior do Arquipélago de Ilhabela e segunda ilha brasileira em número de praias - detém a maior quantidade de cachoeiras de uma ilha, as dez maiores montanhas insulares, o território insular com o maior número de naufrágios e a maior área insular de Mata Atlântica do país, além de abrigar um dos maiores conjuntos de grutas submarinas e uma das maiores cavernas de granito do Brasil.
Em ambos os livros, foram produzidas milhares de fotos e centenas de quilômetros foram percorridos em árduas explorações por matas, corredeiras e montanhas, encarando perigosas escalaminhadas, mar bravo e vento forte em canoas ou caiaques oceânicos, circum-navegações de até 14 horas ou caminhando 12 horas por dia com dezenas de quilos nas costas em trilhas acidentadas de vários dias, de madrugada ou sob sol escaldante.
Tamanha dedicação em busca do melhor resultado editorial teve seu preço: equipamentos avariados, intoxicação alimentar em área isolada, esgotamento físico pelo excesso de madrugadas viradas e consecutivos turnos de 16 horas de trabalho, dengue, picadas de aranha, ataques de abelhas e marimbondos, incontáveis hematomas e cortes (incluindo um acidente com um facão), quedas variadas, dores de todos os tipos, insolação, queimaduras de urtigas e taturanas, infestação de carrapatos, falta de banho, dezenas de encontros com cobras venenosas (e a “quase” picada de duas jararacas), etc.
Mas as alegrias superaram as adversidades: as novas amizades, as descobertas, os novos atrativos e atividades, o descanso em praias desertas, os points paradisíacos secretos, os encontros com a bela fauna (enormes bugios, jacarés, pinguins e outras espécies ameaçadas), as ruínas históricas, as árvores seculares gigantes, o almoço pescado, remar com tartarugas, o sol e a lua brotando no mar e a saborosa gastronomia. Sem falar no privilégio de resgatar histórias, ver canoas caiçaras sendo construídas, cruzar gargantas espetaculares, assistir disputas entre animais selvagens, registrar espécies raras ou realizar importantes descobertas históricas. Eternas lembranças imortalizadas nas páginas deste portal.

Agora que você já conhece um pouco dos bastidores da série Viagens Ecológicas e Culturais, navegue pelo portal e boas aventuras!

Viagens Ecológicas e Culturais é a primeira coleção com padrão internacional sobre pólos ecoturísticos brasileiros. Fruto de 25 meses de acurada pesquisa e árduo trabalho de campo, o volume Ilhabela representa o mais completo e preciso inventariado da oferta turística e das potencialidades deste arquipélago. Saiba Mais!

© 2009 - 2013. Viagens Ecológicas e Culturais - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo deste site. Segurança e Privacidade

Desde 1995 em prol do Ecoturismo e das Atividades ao Ar Livre no Brasil Desenvolvido por PHOTOVERDE + Kaique Lupo

^ Voltar ao Topo